top of page

Principais tendências do e-commerce para 2023

Não é segredo para ninguém o quanto a pandemia impulsionou o e-commerce brasileiro. Este ano, isso foi mais importante para o e-commerce em termos de solidificar o hábito da compra online, mesmo perante a oscilação de resultados positivos e negativos do setor.


Os primeiros meses de 2022 registraram aumento de quase R$40 bilhões, segundo dados da Neotrust, em relação ao mesmo período de 2021. Para o terceiro trimestre, a Neotrust divulgou um recuo de 10,5%. Inclusive, os números da Black Friday não foram os melhores – o período registrou uma queda 69,2% superior ao mesmo período de 2021, segundo dados da Sofist.


A transformação digital é uma das tendências que devem ser usadas para melhorar a agilidade nas tomadas de decisão. Todas essas informações alertam para a importância de o e-commerce continuar investindo em melhorias visando à consolidação no mercado. Afinal, o mercado nunca esteve tão aquecido nos últimos anos.


A transformação digital segue como uma das tendências que devem ser usadas para melhorar a agilidade nas tomadas de decisão. Segundo dados do estudo “Tendências do Varejo 2023”, 86% dos entrevistados afirmam que a tecnologia ajuda bastante no processo de compra.


Para ficar atento: descubra quais tendências irão impulsionar o mercado brasileiro

O e-commerce em 2023 precisa investir em logísticas eficientes, na funcionalidade dos sites, no atendimento ao cliente por chat e até oferecer serviços de assinatura. Essas são algumas das tendências para o mercado digital para o próximo ano, segundo estudo da Capterra. O levantamento ainda explica que muitas compras online acontecerão via celular e que a publicidade online também será bastante usada na atração de novos consumidores.


Além das tendências nessas funcionalidades, o cenário futuro mostra haver muito espaço para o crescimento da omnicalidade. As compras híbridas, que integram as lojas virtuais e físicas, estão caindo no gosto dos consumidores – aproximadamente 84% dos consumidores consideram essa experiência a ideal. Para se ter uma ideia, pelo menos 78% dos consumidores compraram no online e retiraram na loja física. Essas informações são do estudo “Tendências do Varejo 2023”, elaborado pela OpinionBox em parceria com a Dito.


Inclusive, o estudo mostra como o social commerce, isto é, comércio social, também tem se tornado uma realidade na vida dos consumidores. Pelo menos 58% dos pesquisados já compraram alguma coisa via WhatsApp e 47% via Instagram. E, na realidade do live commerce, cerca de 40% já compraram algo após assistir a uma transmissão ao vivo de uma marca, ou a uma live em redes sociais.


Em suma, é possível afirmar que existem pelo menos sete tendências para o e-commerce em 2023 às quais você precisa ficar atento para manter o seu e-commerce atualizado e seguir em crescimento:

  • Omnichannel

  • Big Data

  • Inteligência artificial

  • Mobile commerce

  • Marketplaces

  • Social commerce

  • Personalização


Por que hiperpersonalização é a aposta para 2023

Para 2023, é preciso continuar investindo em tecnologias digitais. Elas são essenciais para o sucesso do varejo online, inclusive, auxiliam em uma das grandes apostas para 2023: a hiperpersonalização. Alguns estudos mostram a importância da personalização para os clientes. Segundo estudo Seasonal Insights, encomendado pela Meta e realizado pela Offerwise, pelo menos 67% dos brasileiros gostariam de receber ofertas personalizadas. E as redes sociais participam desse avanço de entregar anúncios personalizados.


A personalização é uma aposta que lida diretamente com a experiência do cliente, considerando a exclusividade e a individualidade do consumidor. E, à medida em que se aprofunda no conhecimento sobre o cliente, cria-se a hiperpersonalização, ou seja, todos os estágios de compra do cliente são customizados, atendendo às expectativas individuais.


As tecnologias auxiliam em grande escala e precisão nessa etapa, inclusive, somadas à conexão via redes sociais, como Facebook, Instagram e WhatsApp. Os espaços de interação social são cada vez mais efetivos no processo de venda de produtos, colaborando para o crescimento dessa tendência. Para Marcondes Farias, diretor de produtos de Dynamics e Power Platform na Microsoft Brasil, “os clientes querem ser sensibilizados com uma oferta que faça sentido para eles, naquele momento, naquele canal”.


Assim, a hiperpersonalização se torna em um grande aliado das vendas. O conhecimento profundo do cliente colabora para uma diminuição do CAC, a estratégia de upsell é mais certeira, além de melhorar a fidelização da marca. De fato, é um grande aliado para ações de marketing mais precisas. Afinal, a análise de dados atrelada à inteligência artificial e ao Big Data é primordial para acessar o grande volume de dados, interpretar as informações e proporcionar uma experiência personalizada.


Siga os próximos passos e coloque em prática o que leu neste artigo

1. Aproveite esta época do ano para avaliar os resultados do seu e-commerce. Observe nos bons e maus resultados como a tecnologia ajudou ou pode ajudar.

2. Identifique quais os pontos fracos do seu e-commerce e entenda como a transformação digital pode fazer parte do seu negócio de modo mais produtivo.

3. Observe quais foram as tendências do e-commerce em 2022 e as previsões para 2023. Essa etapa pode te ajudar a visualizar o seu negócio com mais profundidade, para então começar os investimentos e as mudanças nas áreas adequadas.

4. Entenda como seu e-commerce pode fazer parte de uma realidade de negócio com tecnologia que colabora para o aumento da receita e a melhor experiência do cliente na jornada de compra. Então, invista em tecnologias digitais que auxiliarão no destaque da sua loja online em 2023!

28 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page