top of page

Por que a migração do GA4 deve ser feita para ontem

As análises oferecidas pelo Google são sempre uma referência na produção de estratégias para manter a saúde de um e-commerce. A Google anunciou que a versão do Universal Analytics (UA) será desativada em 1º de julho de 2023, dando lugar ao Google Analytics 4 (GA4).


Sendo assim, quem não realizar a migração, o quanto antes, arrisca perder importantes dados gerados pelo site durante todo este período e fica impossibilitado de cruzar os dados antigos com os novos. Como o histórico do UA será inutilizado no início de 2024, esses fatos justificam a importância de realizar a migração ainda este mês.


O mito da transição do Google Analytics GA4

Infelizmente, muitos acreditam que a transição do GA4 pode parecer básica e rápida, no sentido de apenas clicar um botão e ter todas as novas configurações prontas à disposição. Por isso, o adiamento da migração até a data limite máxima, não parece um problema. No entanto, já te adiantamos: este é um grande erro!


Todo cuidado é pouco quando dados e informações importantes estão sendo canalizadas para uma atualização com novos recursos. Por exemplo, os eventos no GA4 precisam estar devidamente cadastrados, baseados nos objetivos estratégicos da empresa. Além disso, é preciso estar atento ao limite de históricos, dos dados que permanecem no UA até aqueles que estão no GA4.


A perda de dados nesta transição pode gerar atraso no funcionamento do site, resultando em perdas na receita. Ainda, as equipes precisam ser preparadas para lidar com as novidades entregues pelo GA4 e, neste percurso, é importante ter uma plataforma que integre GA4 oferecendo ainda mais segurança e precisão durante o processo.

Vantagens de realizar sua transição com antecedência

Devido a complexidade dos cadastros de eventos no GA4, é recomendado realizar uma migração com atenção e tranquilidade para evitar perdas de dados importantes e ter tempo hábil para o time se acostumar com as novas funcionalidades.


É uma etapa que pede por profissionais preparados e plataformas de inteligência artificial complementares, como a da Biso, para ajudar na preservação do histórico do UA. Assim, neste período de transição, será possível acessar as informações anteriores sempre que necessário, pois a solução de IA preserva todo o histórico e permite que seja acessado sempre que o cliente quiser.


Logo, antecipar a migração é um meio para realizar o processo com segurança, evitando falhas devido à corrida contra o tempo. Também é o momento ideal para testar tudo o que o conector de GA4 da Biso oferece, muito mais do que já ter todas as métricas do funil de vendas configuradas, é fundamental contar com os relatórios simplificados da plataforma. Dessa forma, você garante agilidade nas tomadas de decisão já que recebe automaticamente um resumo com os principais pontos de atenção, sugestões de ações e oportunidades que impactam diretamente o seu e-commerce.


Siga os próximos passos e coloque em prática o que leu neste artigo:

  1. Começar hoje mesmo a se planejar a migração para o Google Analytics 4.

  2. Aproveitar até Julho para se adaptar as novas funcionalidades e cadastrar todos os eventos que são fundamentais na coleta de dados do seu negócio.

  3. Contar com a Biso para realizar uma transição fácil e rápida!

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page