• Breno Berman

6 Ações que você precisa fazer antes da Black Friday

A Black Friday 2022 tem tudo para ser um momento de ótimas vendas para o e-commerce. Durante a pandemia, algumas pessoas compraram na internet pela primeira vez, e outras criaram o hábito de comprar online.


A Black Friday 2022 tem tudo para ser um momento de ótimas vendas para o e-commerce.


Em 2021, as vendas pela internet bateram recorde, com um aumento de quase 27% em relação ao ano anterior, segundo a Neotrust. Para completar o cenário positivo, neste ano, a Copa do Mundo influenciará 62% dos consumidores a gastarem na Black Friday 2022, segundo a pesquisa da MindMiners/UOL.


A soma desses fatores mostra a importância de se planejar com antecedência para o maior evento do varejo do ano. Neste artigo, você confere seis ações para melhorar o seu e-commerce e se preparar para as vendas de novembro.


1. Facilitar o processo de compra

Na Black Friday, aproveite a disposição do consumidor em comprar pela internet e use as promoções para fidelizar e conquistar ainda mais os clientes. Mas, para isso, proporcione um e-commerce que tenha um processo de compra fluido e seguro. Invista em boas fotos dos produtos com descrições objetivas, seja claro em relação aos preços e as promoções. Por fim, facilite o processo do checkout.


Para identificar situações inusitadas, que atrapalham esse processo, como a dificuldade em finalizar uma compra, invista em uma tecnologia de inteligência artificial que possa alertar sobre esses momentos em tempo real.


2. Assegurar um processo seguro de compra

A segurança dos dados na hora do pagamento é uma das grandes preocupações dos consumidores. Segundo a empresa de segurança digital PSafe, em 2021, de cada cinco brasileiros, três tinham receio em comprar na internet. Por isso, para melhorar a venda na Black Friday, ofereça um ambiente seguro no seu e-commerce.


3. Revisar processos

Durante o planejamento, é essencial a revisão dos seus processos e KPIs. É um meio de identificar problemas que já existem para definir alternativas e testar antes da agitação da Black Friday. Por exemplo, esse é o momento de avaliar e testar o atendimento ao cliente, buscando compreender se o SAC está funcionando adequadamente.


Qual é o tempo médio de atendimento? Os clientes estão reclamando da demora? Na Black Friday, existe uma tendência de aumento pelo uso desse canal. Sendo assim, esteja preparado para evitar uma má experiência do cliente.


Os dados do e-commerce devem ser usados na criação do plano de contingência, impedindo o agravamento de falhas durante um período de grande volume de venda. Eles podem ser usados para identificar, por exemplo, como funciona a sua logística. O tempo de entrega das compras é satisfatório? Será preciso criar uma estratégia diferenciada para oferecer uma Black Friday agradável para seu cliente?


Uma das ferramentas que uma tecnologia inteligente pode fornecer é o alerta automático. Por meio dele, você saberá, em tempo real, se há alguma mudança de padrão. Assim, as equipes conseguem reagir antes que os problemas atrapalhem as oportunidades de vendas oferecidas pela Black Friday e ainda melhoram a experiência de compra do cliente.


4. Atentar-se aos indicadores

Para participar da Black Friday considere a realidade do seu negócio para criar promoções que se convertam em boas vendas. Uma análise de categorias, realizada por uma boa plataforma de inteligência artificial, mostra as oportunidades que devem ser exploradas no seu produto. Um negócio sustentável pede por um planejamento inteligente, coletando e analisando os dados que informam as melhores opções para manter a margem de lucro ideal.


5. Testar novos formatos, canais e tendências

Nestes meses anteriores à Black Friday, realize testes no seu e-commerce para compreender quais formatos, canais e tendências funcionam com o seu público. Atualmente, os produtos podem ser expostos em canais diversos, como Tik Tok, live commerce, social commerce e até no metaverso, mas é preciso entender o seu produto e o seu cliente para investir em canais que funcionem para sua marca.


Para ajudar essa etapa, use dashboards que ofereçam um acompanhamento com visões pré-estabelecidas e unificadas de clientes, produtos, vendas, formas de pagamentos e marketing. Assim, tomará decisões mais assertivas em relação à escolha dos canais, com probabilidade de melhores retornos.


6. Deixar claro o valor agregado do seu produto para o público

O valor agregado do produto é importante para se posicionar diante do grande número de concorrentes e gerar um sentimento único sobre o produto. É uma construção que acontece na relação com o cliente, antes de qualquer grande evento promocional. Por isso, é importante manter análises contínuas do comportamento de compra em seu e-commerce, construindo uma relação de proximidade e fidelização com o cliente.


Siga os próximos passos e coloque em prática o que leu neste artigo

1. Planeje a participação na Black Friday, entenda o que o seu e-commerce tem a oferecer e avalie as condições da sua loja para dar conta da alta demanda desse dia de promoções.

2. Invista em uma plataforma de inteligência artificial que possa ser usada antes e durante a Black Friday. Por meio dos dados já presentes no seu e-commerce, será possível elaborar estratégias assertivas.

3. Teste e revise suas ações com antecedência, aproveite os meses para fortalecer a sua marca e se posicionar no mercado.

13 visualizações0 comentário

Acompanhe as tendências do nosso mercado

Gostou dos nossos artigos? A Biso te ajuda a transformar tudo isso em realidade!
Fale com o nosso time de especialistas